Lojas físicas e vendas por telefone já não são mais suficientes.

Até há pouco tempo, dez ou quinze anos atrás, vender pela internet era algo que diferenciava uma empresa e a tornava mais competitiva. Depois tornou-se condição existencial. Com as mudanças nos mercados, a empresa que não tiver presença na internet, com uma página adequada ao negócio e uma boa loja virtual, que facilite ao cliente comprar seus produtos e serviços, tende a não se manter viva por muito tempo.

Hoje em dia, de acordo com o consultor britânico Jon Reed¹, “um site é a ferramenta de marketing mais importante para uma empresa“. O autor ainda acrescenta que “seus clientes e compradores esperam que você esteja online” e se você não estiver “você não existe” – afirma Reed.

Tomando isto como verdade, podemos fazer uma comparação: se para uma loja física, ter um estabelecimento aberto e visível em uma rua movimentada é essencial para atrair clientes, da mesma maneira, é necessário hoje que as empresas possuam ferramentas na internet, que sejam funcionais, atraentes e eficientes, incluindo uma boa página informativa e a loja virtual. Mas e os investimentos para uma pequena empresa? Felizmente há possibilidades bem acessíveis.

O Vulcano WebCommerce utiliza as melhores tecnologias

O autor observa que “não é mais necessário investir uma pequena fortuna para criar uma loja virtual a partir do zero”, pois “há softwares de comércio eletrônico que você pode utilizar no site, ou sites de terceiros que você pode usar para fazer vendas por meio deles“. Neste último caso, Reed está se referindo aos marketplaces, que são uma espécie de shopping centers digitais, que fazem a intermediação da venda, em troca de comissões percentuais e tarifas de participação. Sobre isto vamos falar em outra matéria, pois tem características nem sempre benéficas aos pequenos.

Integração e Visibilidade

Se uma loja virtual própria e consistente é importante, outra questão é trabalhar na otimização dos trabalhos, evitando redundâncias e trabalhos manuais repetitivos. Por isso, uma loja virtual integrada ao sistema administrativo da retaguarda – 0 ERP -, é fundamental. Mas até aqui estamos tratando de infraestrutura. O desafio seguinte é alcançar visibilidade na vastidão da internet. Um dos meios mais utilizados e eficientes nos tempos atuais são as redes sociais, como o Facebook. Elas têm potencial de promover sua empresa, seus produtos e seus serviços, levando-os ao conhecimento de seu público-alvo potencial, tornando-os clientes. No Facebook é possível criar outros tipos de páginas adequados a empresas, a partir de um perfil pessoal.

A consultora Camila Porto² afirma que “quando uma empresa decide adentrar no Facebook, é necessário que ela utilize uma fan page“, seja porque essa opção propicia “mais recursos e ferramentas para mensuração de resultados“, mas também porque “as diretrizes do Facebook não permitem a utilização de perfis para fins comerciais“. observa. Essa iniciativa requer posterior administração e promoção para que ocorra engajamento dos internautas e multiplique a audiência da página empresarial.

Esse universo da presença virtual é tão vasto em possibilidades quanto um tanto complexo. Recomendamos aos pequenos empreendedores, que geralmente não têm tempo para administrar essas coisas, que contratem empresas especializadas em desenvolvimento de comércio eletrônico, assim como profissionais para gerenciar redes sociais em tempo parcial. Como tudo no mundo dos negócios, o universo da internet tem seus meandros e requer conhecimentos sempre atualizados.

_________________________________________________________
REFERÊNCIAS:
(1)  REED, Jon. Marketing online : como usar sites, blogs, redes sociais e muito mais. (Trad. Carlos Szlak). São Paulo : Lafonte, 2012.
(2) PORTO, Camila. Facebook Marketing. São Paulo : Novatec, 2014.